Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"não devia existir a palavra morrer"

por mary, em 13.03.13



disse ela certa noite, do alto dos seus 6 anos. "se não existisse a palavra as pessoas não morriam..."
e ali se deixou ficar, deixando-me inquietada com tamanha sabedoria transmitida em simplicidade.

enroscou-se no meu colo e continuou. estou triste de saudades do avô que não conheci. estou triste também porque ele deve estar triste por não me conhecer.
e o meu queixo caído e as lágrimas rasantes a querer descer e eu, cá por dentro, permeável a toda esta beleza de conteúdos que se tornou esta pessoa de palmo e meio
e querem eles crescer.
e viver dias sobre dias para acabar toda esta explanação transparente. querem crescer e angustiar-se com racionalizações crescidas e apagar a poesia, toda esta poesia que não sabemos de onde vem mas que se apaga. quando crescemos.

e quando deixamos que os outros matem toda a metafísica que há em nós   

Autoria e outros dados (tags, etc)

e,

por mary, em 13.03.13

sempre que se erguia, batia-lhe o vento na cara. oscilava como bambu em jardim e suspirava bem fundo lá dentro. hoje será outro dia, pensava enquanto ajeitava as madeixas coloridas. sim, hoje será outro dia.
durante muito tempo, aconteceu assim todos os dias. vinha vento e vinha chuva, vinham promessas de dias solarentos e ela aguentava-se como bambu em jardim e suspirava bem fundo lá dentro. houve dia em que o vento não soprou, dia em que chuva não caiu e o sol espreitou, escancarou-se deixou-se ficar. o bambu que oscilava ficou firme e enraizou. os suspiros diminuiram e o ar tornou-se menos denso. apareceram pessoas de todos os lados, com as mantas e os piqueniques e formaram clareira à volta dela. ela inchou e espraiou, gozou e manifestou-se. veio mais gente com seus animais e pássaros de estimação. e, a partir dessa data, o domingo nasceu para toda a gente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

pop

por mary, em 04.03.13

e pronto, mais uma pipoca no firmamento...

e mais teorias fascisóides sobre o delito de opinião que é como quem diz, "não concordo, logo abusa do direito à exaltação".

simples. e eficaz.

espalhem a boa nova, temos bruxa em praça pública.

bute aí queimá-la???

e lá vão eles, contentinhos por ir em fila, parece aquele jogo infantil do telefone partido, começa com uma frase e vai-se sussurrando até alterar a palavra inicial. normalmente descobrem-se coisas parecidas com a teoria da relatividade... ui, gosto tanto de brincar!!

e opinam, sobre o opinanço e consequências nefastas e graves de tão imbecis.

a miúda que foi aos óscares.

e a outra adivinha? ela arrota postas de pescada sobre o maravilhoso mundo do dizer mal para não olharem para dentro que não se passa aqui nada. e arrotou. e então? e daí?

será sua excelência a opinion maker que de facto interessa? e se interessasse? ela não está ali para "comentar" sobre moda?

e as opiniões dela serem merdosas desde sempre, isso também não interessa?

 

e a outra que a processa? valha-me Deus, Alá e as Santinhas. Não é a mesma que acredita na magia do amor universal???

adoro este cantinho. verdade. é que adoro mesmo!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

subscrever feeds