Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Horas de Morte

por mary, em 24.10.12

Estas horas que vão passando e eu,
que me aturo já há uns anitos,
pondero sobre a sagacidade que alguns possuem.
Sagacidade de viver esta vida como se de um dia se tratasse.

Soube-se hoje da morte de alguém.
Soube-se hoje que em mim, mais um pedacinho pereceu.
Soube eu hoje,  
que não possuo essa sagacidade de alguns,
que esta efervescência que é viver é, de facto uma sorte que nos acontece.
E, soubesse eu ter essa sagacidade de alguns,
viveria todos os dias,
como se do último se tratasse,
ligaria sempre a todos aqueles que imprimiram a sua essência em mim,
e agradeceria pela dádiva que é respirar e ter-vos a todos,
alguns só no coração, outros em casa, no trabalho, nos transportes,
outros por encontrar,
alguns que já esqueci.
Soubesse eu atrapalhar esta rotina dos dias que me correm e juro que gritaria,
para o mundo inteiro me ouvir,
que sorte esta!, a de poder escrever, sentir e continuar,
a buscar essa agudeza de espírito,
que me conforta saber que alguns a têem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por mary, em 18.10.12

- podes engomar-me a camisa azul por favor?
- ....ãh... eu?
- sim, tenho mesmo que a vestir hoje e já estou meio atrasado...
- meio atrasado???
- sim, vá lá, não sejas chata... passa lá
- desculpa?, mas porque carga de água é o que eu haveria de te passar a camisa? Não tens mãozinhas?
- oh!
- oh?!?! o que é que quer dizer oh?!?!
- quer dizer que estás a ser uma chata do caraças e não te custava nada fazeres-me esse favor...
- não me custava nada? quem te disse a ti que não me custava nada? terei por algum acaso escrito na testa que adoro engomar camisas?
- não, não tens mas eu é que não adoro de certeza passar camisas a ferro!!!
- desculpa?
- sim, odeio passar camisas a ferro!!!
- e eu? achas que gosto?
- sei lá, mas pelo menos passas
- (...) ok! como me vês a passar a ferro partes do princípio que gosto...
- sim...!!!
- e como partes desse princípio, achas que não é mais do que a minha obrigação fazê-lo, certo?
- sei lá pá! acho que sim! mas, teorias a esta hora?
- não são teorias, são constatações de um facto. é isso? eu, como passo a ferro terei que o fazer sempre? as minhas,as tuas, as roupas do raio que te parta, é isso?
- sim, é isso. eu não sei passar a ferro. ponto. logo não passo!!! se não quiseres tudo bem,mas digo-te já que estás a ser egoísta e uma cabra do pior...
- egoísta, eu? e cabra, ainda por cima? e se te fosses foder? tu mais as tuas afirmaçõezinhas de macho latino? achas que assim já está bem? falamos de igual para igual?
- pronto! eu já sabia! peço-te uma coisa que não te apetece fazer e partes logo para uma discussão sobre estatutos e nivelações. és uma histérica sabias?
- por acaso estou a começar a ficar um bocadinho estou. e o que é que quer dizer essa merda de estatutos e nivelações? consegues-me explicar essa enormidade que acabaste de dizer?
- Enormidade? eu pedi-te gentilmente para me passares UMA camisa a ferro e tu entras logo com sete pedras na mão... depois começas a atirar com essa conversa de machismo e rebéubéu pardais ao ninho... és uma egoísta sim. a esta hora já me tinhas passado a camisa, não estávamos a discutir e hoje à noite ainda jantávamos em sossego. agora, já sei que vais deixar de me falar durante dois dias, eu vou ter que te pedir desculpa por ter sido um alarve e sexo... bem, sexo só para a semana. se, eu até lá, andar manso que nem um carneirinho. e mais ainda, se não te "surpreender" pelo menos duas vezes esta semana é porque sou um insensível, a minha mãe não me soube educar e tenho-te por garantida o que faz de mim uma besta. esquece! não me engomes a camisa! eu levo outra! até logo
.........................
- olá, já cheguei! que dia de merda, correu tudo mal do princípio ao fim. está tudo bem?
- está, claro! tens a camisa engomada
- qual camisa?
- a azul, que me pediste hoje de manhã...
- ok, o que é que se passa? porque é que me engomaste a camisa?
- porque tu me pediste...
- mas era de manhã. agora já não me interessa para nada, não a usei pois não?
- hoje não.... mas amanhã já a podes usar.
- ok, obrigado! mas digo-te já que não estou a perceber nada.
- caga nisso. não é para perceberes mesmo. ah! e amanhã vou-me embora!
- (.....??????) mas o que é que foi agora? importas-te de me explicar o que é que aconteceu entre ontem e hoje à noite? o que é que te fez tomares a decisão de te ires embora desta casa? a merda de uma discussão por causa de uma puta de uma camisa que eu já nem nunca mais vou querer usar????
- mas olha, deverias querer usar. pelo que percebi já não tens muita coisa engomada para usar. não descartava essa ideia para já...
- ainda estás a gozar comigo? estás a fazer um género de chantagem emocional, dizes que te vais pôr a andar, chateias-me assim mal entro em casa, estoirado depois de um dia do caraças e ainda te pões a gozar comigo?
- não estou a gozar contigo. vou-me embora porque és um merdoso. é só isso. já não serves para mim.
- já não sirvo para ti!!!!!! mas eu sou alguma merdinha que descartes de repente, já não serves para mim!!!! estou lixado com esta gaja.
- não meu caro, vais estar é lixado sem mim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vigía

por mary, em 18.10.12

olharia para ti,
se pudesse,
horas a fio sem pestanejar sequer.
sustia a respiração e ficava assim,
anestesiada de falta de ar,
porque o oxigénio faltaria e eu não daria por falta
olharia a tarde toda e dormiria sentada
de olhos abertos e imóveis, para reter toda essa
espectaculariedade que tens e emanas
que disparas em todas as direcções e pões salas inteiras de pé,
a virar-se à tua passagem
a lamber o chão que pisas e a delirar em sussurro por toda esta tua presença
fixar-te-ia eternamente se a morte não me levasse,
se o tempo parasse de andar e o mar imobilizasse de vez
contemplar-te-ia até que as artroses do cérebro me privassem de pensar e voltaria a olhar para ti,
sem pestanejar uma única vez

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quantidade

por mary, em 16.10.12

Quanto de mim teria de dar para que me pudesses ver tal como sou?

Quanto terias que caminhar para chegares exactamente onde me encontro?

Temo que viajo mais rápido, assertiva e fugazmente que tu.

Parece-me, assim de repente,

que o teu bilhete é metade do meu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oxalá

por mary, em 03.10.12

Oxalá venha alguém para me acordar
porque
não me levanto sozinha
oxalá alguém esteja por perto quando me levantar
porque
me quero nesse alguém apoiar
oxalá que me levante mais cedo
porque
tenho esta vida toda para viver
oxalá me mantenha firmemente de pé
porque
quero ajudar o mundo inteiro a acordar

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tamanho

por mary, em 01.10.12

Quando me sentir pequena, só terei que me pasmar com a inquietude da resignação.
terei que assumir que não será nunca o caminho a tomar,
não será nunca aquilo que jamais esperaria de mim própria se,
de fora me estivesse a observar.

Se me sentir pequena só terei que me aninhar num colo qualquer.  
Grande e seguro, sem esquinas emocionais

um daqueles colos que nos afaga a cabeça e nos faz rir só porque apetece.
só terei que escalar mais alto
ir ao cimo de mim e,
desde aí,
não perspectivar

Autoria e outros dados (tags, etc)

On my way

por mary, em 01.10.12

estou a ir para casa
estou a ir pelo caminho que conheço, que já atravessei.
faço-o de modo inverso, porém
ao invés para variar.
vejo tudo aquilo que já não me serve,
tudo aquilo que não me interessa,
vejo tudo passar e aperta-se-me o coração em cada passo
vejo-me ficar por lá,
à espera de mim, à espera de me reconhecer em cada caminhada.

sinto-me só porque o faço sozinha, sinto-me cheia porque me tenho a mim
viajo pelas insónias que me arrefecem o tempo
tempo que me resta para caminhar
tempo que me faz falta para que me veja, algures

numa saída
numa bifurcação, em que me encontro ainda
à espera de ser levada
por aquela que sou eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

subscrever feeds